segunda-feira, 6 de junho de 2011

Abre a porta




Abre a porta, deita-te ao meu lado
Ao teu corpo quero ficar abrigado
Ao teu lado, quero adormecer
Junto a ti, quero viver.

Abre a porta. Entra.
Esquece o mundo lá fora
Fica nos meus braços
Não quero que vás embora.

Abre a porta.
Vem, a ti quero ficar colado
Confesso, preciso de me sentir amado.
Quero estar contigo, hoje, agora
Vem, já está na hora.