domingo, 26 de dezembro de 2010

Liberdade



Onde está a liberdade? Não me lembro onde a deixei mas sei que já a tive. Quero voltar a abrir os braços e voltar a tentar voar além dos limites. O tempo é demasiado curto para me continuar a sentir controlado e amarrado ao receio de falhar. Quero fechar os olhos e sentir que estou bem comigo, aceitar tudo o que em mim é imperfeito e confiar, apenas confiar. Um dia pego em mim, faço as malas e apanho o primeiro comboio que aparecer. Sem medo, sem olhar para trás, vou viajar, apenas por viajar. Indiferente a qualquer contradição, vou seguir em frente e deixar-me ser livre.

Sem comentários:

Enviar um comentário