sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Como um barco


Encontrei-me instável. Estava sozinho, tão perdido
sem saber para onde ir e com quem estar.
Senti-me como um barco que estava a ser rumado sem direcção.
Inclinei-me ligeiramente e vi a minha imagem distorcida na água.
Em forma de concha, abri as minhas mãos e enchi-as para molhar o meu rosto, a água juntou-se às lágrimas que corriam mas o rosto continuava pálido,
a minha alma continuava vazia.

1 comentário:

  1. Já tive um sonho assim, em que chorava e molhava a cara no reflexo de água que tinha nas mãos... O que será que significa? Os sonhos fascinam-me.


    Cisne.

    ResponderEliminar