quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Hoje



Hoje não, não me vou sentir preso ao medo de falhar. Vou aceitar as minhas imperfeições e continuar a construir a minha estrada. Os meus caminhos são incertos e por vezes derrubados mas eu irei sempre erguer a base e construir outros. Vou dar pequenos passos durante a construção da minha estrada e acreditar que um dia esses pequenos passos farão uma pequena grande diferença na minha vida e na vida de algumas pessoas, não em muitas, apenas na das mais importantes.
Hoje não, não vão sentir a minha presença. Hoje vou pensar em mim, vou sair sem fazer barulho, vou lá fora deixar-me levar pelo vento e procurar o que ainda não encontrei, o que ainda não conheci, o que ainda não tenho.
Esta é a estrada da minha vida, onde poucos me conhecem e muitos me julgam, onde muitos caminham e poucos deixam as suas pegadas.
Mas hoje... Hoje vou ser feliz!

Hugo Rosa

domingo, 8 de agosto de 2010

É a realidade...



No silêncio da noite, apaguei a luz e fechei os olhos. Dava tudo para acordar e encontrar-me numa realidade diferente. Mas nem tudo é como queremos. Chegou um novo dia, acordo e apenas permanece o meu rosto triste no espelho e um enorme vazio dentro de mim. É um daqueles dias em que o corpo revela fraqueza e não existe vontade de dar um passo em frente. No entanto... Aprendi a agir perante a atitude dos outros. Aprendi a sorrir apesar de todos os problemas que surgem. Aprendi que nada na vida é garantido, que devo lutar e tentar encontrar uma solução para os obstáculos. Não quero desistir. Ainda quero ir mais alto, mais além.