quinta-feira, 29 de julho de 2010

Apetece-me.


Apetece-me.
Amar.
Viver sem ter medo de errar.
Arriscar.
Encontrar o meu lugar.
Encontrar-me.
Sentir o cheiro da liberdade.
Viajar sem ter um destino certo.
Pintar livremente uma tela.
Flutuar no meio do mar.
Fechar os olhos e sentir a chuva a cair no meu rosto.
Subir uma montanha e gritar descontroladamente.
Quebrar estereótipos.
Expressar ideias, sentimentos.
Viver.
Ser livre.
Sem regras.
Sem limites.

terça-feira, 27 de julho de 2010

Desculpa!


Desculpa,
Desculpa se por vezes não demonstro afecto.
Desculpa se me recolho e não reajo da forma como esperas.
Às vezes evito expressar o que sinto, mas isso não significa que deixe de sentir...
Apenas tenho necessidade de me proteger...